O que muda após a blindagem?

O carro blindado exige cuidados específicos, como revisão mais frequente. Além disso, os requisitos para seguro automotivos também passam por alterações

Depois de o carro ser blindado, ocorrem mudanças estruturais importantes no veículo. Por isso, serão necessárias algumas medidas para manter a qualidade da blindagem, além de outros cuidados habituais que já são comuns quando se têm um automóvel.

Peso da blindagem

A blindagem mais pesada pode ter, em média, 200 kg, e a mais leve em torno de 170 kg. Por conta disso, não é recomendado blindar veículos com potência inferior a 90 cavalos.

Entre os materiais mais leves, está a fibra de aramida Kevlar ®. Além da leveza, é um dos materiais mais resistentes e de alta performance do mercado.

Revisões: qual é a periodicidade?

Uma dica importante é que a primeira revisão precisa ser feita 60 dias após a conclusão do serviço. Afinal, no processo de blindagem, o carro é inteiramente desmontado para a inserção dos painéis balísticos. Já as revisões posteriores devem ser realizadas a cada seis meses e a blindagem precisa ser analisada minuciosamente.

Seguro automotivo

Assim como carros sem blindagem, um automóvel blindado também precisa de um seguro. E alguns fatores precisam ser considerados.

Enquanto a precificação para a apólice de um veículo comum usa critérios como o modelo do carro, idade do motorista e até mesmo estado civil, na lista de carros blindados há mais itens a serem considerados no questionário das seguradoras. Outro fator importante é são as peças de reposição que ficam mais difíceis de serem encontradas no mercado.

Precauções  

A garantia padrão da blindagem é de três anos que pode ser ou não estendida após avaliação cuidadosa do carro. Após o processo de blindagem, o consumidor precisa se certificar que recebeu toda a documentação legal, além de manual com especificações técnicas que também funciona como uma espécie de garantia.